domingo, 23 de fevereiro de 2014

Pirâmides pelo Mundo





As onipresentes pirâmides de vários estilos espalhadas pelo mundo; na Europa, Norte da África, Oriente Médio, Extremo Oriente, e nas Américas de Norte a Sul.

Os criadores das pirâmides que não foram os egípcios, usavam-na para guardar energias telúricas e pranas, para alimento do espírito. Não pensem que as pirâmides eram túmulos como a maioria dos arqueólogos pensam, a forma da pirâmide cria um vortex de energia que circula por entre as pedras e sobe para o topo criando um centro de energia como um raio cósmico em direção ao universo.



Esse poder foi passado por iniciados de entidades extraterrestres com o intuíto de preservar a energia telúrica e prânica da Terra e do sol.



O lugar era usado para criar uma energia tão forte que seria capaz de criar um vortex como uma nave para quem estivesse dentro. Usava a energia para aumentar a energia do Merkabah do faraó ou quem ali estivesse. 




 


 





Os egípcios conheciam o segredo e usufruíam das energias para os corpos do faraó para ativar o Merkaba. O Merkaba é um veículo criado pelo espírito no qual podemos viajar através do espaço. Quando o universo foi criado ele foi construído através dessa geometria.



As mais notórias certamente são as do Egito, mas tais construções também foram realizadas entre diversos povos ameríndios, dentre outros.

A forma de uma pirâmide, onde a maioria do peso fica próxima ao solo (ver centro de massa) significa que menos material é necessário na parte mais acima da pirâmide: esta distribuição de peso permitiu que civilizações antigas criassem estruturas estáveis monumentais.
 
 
 


Por milhares de anos, as maiores estruturas do planeta eram pirâmides: a primeira Pirâmide Vermelha na necrópole de Dashur e a Pirâmide de Quéops, ambas no Egito, a última sendo a única das Sete Maravilhas do Mundo Antigo ainda restante. Ela é ainda a mais alta pirâmide. A maior pirâmide do mundo já construída, por volume, é a Pirâmide de Tepanapa, também conhecida como Grande Pirâmide de Cholula, no estado mexicano de Puebla. Esta pirâmide está ainda sendo escavada.

Há milênios, os engenheiros da antiguidade construíram as pirâmides e outros monumentos que não foram destruídos pelo tempo, construídos usando a geometria sagrada, que foi ensinada por alienígenas que aqui se estabeleceram ou ensinaram e partiram para seus planetas de origem.

Os mesopotâmicos construíram as primeiras estruturas piramidais, chamadas zigurates. Nos tempos antigos, elas eram brilhantemente pintadas. Visto terem sido construídas de tijolos de barro secos ao sol, pouco resta delas.


As pirâmides mais famosas são as pirâmides do Egito - grandes estruturas construídas de tijolo ou pedra, algumas das quais estão entre as maiores construções do mundo. A era das pirâmides atingiu o seu zênite em Gizé, em 2575-2150 a.C.2 Até 2008, cerca de 138 pirâmides haviam sido descobertas no Egito.3 4 A Grande Pirâmide de Gizé é o maior do Egito e uma das maiores do mundo. Até a Catedral de Lincoln ser concluída no ano 1311, era o mais alto edifício do mundo. Sua base tem mais de 52.600 metros quadrados de área. Enquanto as pirâmides estão associadas com o Egito, no Sudão existem 220 pirâmides, o país com a mais numerosa quantidade de pirâmides do mundo.5

A Grande Pirâmide de Gizé foi uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo. É a única a sobreviver em tempos modernos.


As pirâmides de Núbia foram construídas (cerca de 220 deles) em três locais no Sudão, para servir como tumbas para os reis e rainhas de Napata e Meroé.
 


Na Grécia Pontilhada ao longo da paisagem são os restos das construções que foram descritas por antigos viajantes como pirâmides. Elas foram as primeiras escavadas pelos norte-americanos e alemães no início do século XX e nos anos 1960.

Há muitas tumbas em montes achatados quadrados na China.Uma série de culturas da América Central também construíram estruturas em forma de pirâmide. As pirâmides mesoamericanas eram geralmente feitas com degraus, com templos em cima, mais semelhantes ao zigurate mesopotâmico que à pirâmide egípcia.



Muitas sociedades mound builder (habitantes pré-históricos da América do Norte) construíram grandes estruturas piramidais de terra. Dentre as maiores e mais conhecidas dessas estruturas está a Monks Mound, na localidade de Cahokia, que tem uma base maior do que a Grande Pirâmide de Gizé. Embora a função precisa dessas estruturas norte-americanas não seja conhecida, acredita-se ter desempenhado um papel central na vida religiosa dessas sociedades pré-históricas.



Existem piramides submersas no mundo todo, duas das mais bonitas são as piramides submersas do triangulo das bermudas, aparentemente feitas de algo como um vidro de grande espessura.
 


Se medirmos com aparelhos sensíveis a vibrações humanas, o monumento irá reagir do mesmo modo que em um corpo com vida. As pirâmides tem um batimento cardíaco e com o tempo será provado que isso acontece. Cientistas já conseguiram medir essa pulsação das pirâmides, principalmente onde o corpo do faraó estava.


 
 
 
Uma pedra tem a propriedade natural de gravar magneticamente a história da terra, como o gelo retirado dos icebergs nos dão informações sobre o clima de milênios atrás. Na verdade esses objetos trazem informações para nós, apesar de não terem vida, mas nem imaginamos que isso é uma propriedade da geometria sagrada.

Nenhum comentário: