quinta-feira, 7 de julho de 2016

Construções Megalíticas



As construções megalíticas se espalhavam essencialmente por toda a Terra; construções de pedras enormes que pesam até um milhão de toneladas. Por que e como eram feitas ainda não foi explicado adequadamente.

Em arqueologia, designa o conjunto de construções de grandes blocos de pedras, típicas das sociedades pré-históricas, edificadas essencialmente no período neolítico (por vezes também idade do Cobre e Bronze) com objetivos simbólicos, religiosos e principalmente funerários.

As primeiras construções megalíticas, da Europa Ocidental, localizam-se em Portugal, e datam de finais do VI milênio antes da nossa era. Espalharam-se desde a Península Ibérica até aos países nórdicos e norte de África. Na África Central, também se encontram testemunhos destas construções.






O Cromeleque dos Almendres é o maior conjunto de menires estruturados da Península Ibérica e um dos mais importantes da Europa. Encontra-se a cerca de 13 quilômetros da cidade de Évora, no Alentejo, a Sul de Portugal continental. 

Este recinto só foi assinalado em 1964 pelo arqueólogo Henrique Pina, no decorrer dos trabalhos da carta cartográfica de Portugal. Este monumento data dos finais do VI milênio AC ou início do V milênio AC e é constituído por 95 menires, sendo que no seu apogeu teria cerca de cem.

A Bolívia, possui um dos mais importantes complexos arqueológicos megalíticos do mundo, o Puma Punku, ou a "Pedra do Puma".

Resultado de imagem para Puma Punku


Nenhum comentário: