sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Anunnaki

 
 
 
Alguns historiadores acham que os dinossauros foram extintos ou exterminados por seres vindos de outros planetas com armas avançadas.

O plano desses seres eram colonizar o planeta terra com sua própria espécie, e os dinossauros não poderiam fazer parte disso já que:
  • Eles não eram vidas inteligentes seus cérebros eram do tamanho de uma ervilha;
  • Perigosos e muito fortes;
  • Não eram semelhantes a eles que tinham pernas, mãos e cérebro;
  • Precisavam de seres para trabalhar na extração de minerais;
  • Os dinossauros eram seres muito primitivos na escala universal;
 
 
 
Vocês não sabem mas os ossos de dinossauros expostos em museus pelo mundo tiveram que ser pintados por uma tinta especial de chumbo devido a grande quantidade de radiação presente nos mesmos.
 
 
 
 

Isso é prova do armamento avançado utilizado no passado para o extermínio total dos dinossauros.
 
O historiador e arqueólogo Zecharia Sitchin ficou famoso por várias traduções que fez a cerca de escritos sumérios, védicos e por traduções de supostos textos originais que compunham a biblía. Sitchin nos diz que os Anunnaki eram um povo celeste que desceram na terra há 432 mil anos atrás, vindos de um planeta chamado Nibiru.
 
 
 
 
O nome Anunnaki traduzido da língua suméria significa literalmente “Aqueles que desceram dos céus”.

Nos diz a teoria que os os Anunnaki vieram à Terra devido a grande quantidade  de Ouro e minerais Monoatômico (substancias monoatômicas são supercondutoras de energia em temperatura ambiente e possuem propriedade anti-gravitacionais – e já era há muito tempo conhecido pela arqueologia -, porém pela fisica começou a ser estudado recentemente).


 

A teoria nos diz que há 432 mil anos, os Anunnaki desceram na Terra e a colonizaram , começando pelo Golfo Pérsico, onde manipularam geneticamente primitivos humanos (que ainda não eram a espécie atual), e os utilizaram como escravos na extração do ouro monoatômico, porém 250 mil anos após a colonização os escravos começaram a se rebelar contra os Anunnaki, o que os levou a eliminar essa tal espécie, e realizar uma nova experiência genética.



Ainda segundo a teoria, a nova experiência foi realizada com material genético das seguintes espécies: homo erectus, de alguns animais existentes na época  e dos próprios Anunnaki.

O resultado dessa experiência gerou o homo sapiens, porém as primeiras criaturas resultantes não procriavam, e novos ajustes foram feitos até a espécie poder procriar.

E quando as criaturas tornavam-se muito numerosas eram expulsas das cidades construídas pelos Anunnaki e das minas de ouro, fazendo assim com que elas se espalhassem por todo o planeta.
 
 

Tudo estaria perfeito para os Anunnaki não fosse por um porém: as criaturas tornaram-se muito belas e começaram a servir de parceiros sexuais para alguns Anunnaki e tal união era fértil e gerava híbridos cada vez mais belos.

Porém para a maioria da comunidade Anunnaki, tal união era vista com desdém ou até mesmo considerada inaceitável, sendo assim decidiram exterminar a humanidade, e esse extermínio foi na forma de um dilúvio há 12 mil anos atrás que inundou todo o planeta. Mas muitos humanos foram salvos por um Anunnaki que atendia pelo nome de Enki.
Anunnaki
 

De acordo com o livro de Enki, os primeiros homens tinham problemas com os Anunnakis, problemas com uma deficiência que os tornavam incapazes de comunicarem-se e também de aceitar ordens, foi então que Enki usou uma nova versão de genética adicionando o gene foxp2 do homo-sapiens ou a genética Anunnaki, para que o novo espécime pudesse comunicar-se e assim poderíamos receber ordens e poder compreende-las, durante esse processo, nos foi dado a linguagem.
 


Desde que os cientistas descobriram o gene Foxp2, foi a confirmação de que o homem geneticamente descende de um humanoide pensante do que um humanoide primitivo, pelo simples fato que o gene foxp2 é o gene da linguagem. Por quê? Simples, ratos e chimpanzés não falam, não tem o gene da linguagem, apenas o homem.
 



 
Os homens que agora tinham o gene evoluíram até hoje. Na verdade o gene foxp2 é um gene mutante, provavelmente é possível explicar as mudanças na linguagem usando genes foxp2 mutantes, poderia ser adicionado geneticamente.

 
 
Ele se afeiçoou tanto por sua criação que não queria vê-la exterminada por um todo, sendo assim permitiu que a espécie continuasse…

Quem crê nesta teoria, respalda suas crenças principalmente alegando que seria impossível que a evolução do homo erectus para homo sapiens ocorresse tão rápido como ocorreu, isso em comparação com outras espécies. E também dizem que a existência de documentos, artefatos, mitos, religiões antigas apontam para a existência desse povo celeste.





 


Nenhum comentário: