terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Artefatos Maia



A civilização maia foi uma cultura mesoamericana pré-colombiana, notável por sua língua escrita (único sistema de escrita do novo mundo pré-colombiano que podia representar completamente o idioma falado no mesmo grau de eficiência que o idioma escrito no velho mundo), pela sua arte, arquitetura, matemática e sistemas astronômicos. Inicialmente estabelecidas durante o período pré-clássico (1000 a.C. a 250 d.C.), muitas cidades maias atingiram o seu mais elevado estado de desenvolvimento durante o período clássico (250 d.C. a 900 d.C.), continuando a se desenvolver durante todo o período pós-clássico, até a chegada dos espanhóis. No seu auge, era uma das mais densamente povoadas e culturalmente dinâmicas sociedades do mundo.

A civilização maia divide muitas características com outras civilizações da Mesoamérica, devido ao alto grau de interação e difusão cultural que carateriza a região. Avanços como a escrita, epigrafia e o calendário não se originaram com os maias; no entanto, sua civilização se desenvolveu plenamente. A influência dos maias pode ser detectada em países como Honduras, Guatemala, El Salvador e na região central do México, a mais de 1 000 km  da área maia. Muitas influências externas são encontrados na arte e arquitetura Maia, o que acredita-se ser resultado do intercâmbio comercial e cultural, em vez de conquista externa direta. Os povos maias nunca desapareceram, nem na época do declínio no período clássico, nem com a chegada dos conquistadores espanhóis e a subsequente colonização espanhola das Américas. Hoje, os maias e seus descendentes formam populações consideráveis em toda a área antiga maia e mantêm um conjunto distinto de tradições e crenças que são o resultado da fusão das ideologias pré-colombianas e pós-conquista (e estruturado pela aprovação quase total ao catolicismo romano).
 
Sacrifício de sangue
 
 
É um fato bastante conhecido que os maias praticavam o sacrifício humano, seja por motivos religiosos ou médicos, mas o que a maioria das pessoas não sabem é que muitos maias ainda praticam o sacrifício, a boa notícia é que o sangue de galinha substituiu o sangue humano. Os maias contemporâneos mantém muitas das tradições de seus antepassados, elementos da oração, ofertas, sacrifícios de sangue, queima de incenso, dança, festas.
 
Analgésicos

 



Os maias usavam analgésicos, a civilização usava regularmente drogas alucinógenos em seus rituais religiosos, mas eles também usavam no dia-a-dia como analgésicos.
 
Fim do mundo?



 
O calendário maia não prevê o fim do mundo em 2012. Segundo a mitologia da civilização, estamos vivendo no quarto mundo ou a “quarta criação”, a última terminou em 12.19.19.17.19 do calendário Maia. Essa sequência vai ocorrer novamente em 20 de dezembro de 2012. De acordo com os maias este é um momento de grande celebração por ter chegado ao fim de um ciclo de criação. Isso não significa o fim do mundo, mas o início de uma “idade nova”.

 
Mistério antigo

 
Ninguém realmente sabe o que causou o colapso da cultura maia. Por razões que ainda são debatidas, os maias entraram em declínio durante os séculos oito e nove. O fim da cultura maia foi associado a uma cessação de inscrições monumentais e de grande escala de construção arquitetônica. As teorias sobre o sumiço dos maias são divididas em várias categorias, como a super população, a invasão estrangeira, a revolta camponesa, desastres ambientais, doenças epidêmicas ou mudanças climáticas. 
 
 
 
Existem também teorias que estão ligadas com os seres extra terrestres, o fato e que esta sociedade era bem avançada para sua época , e muitos pesquisadores afirmam que eles tiveram ajuda de seres de outros mundos. Talves os rituais de sangue seriam para satisfazer a vontade destes seres alienígenas ao quais os o povo Maia acreditavam ser  Deuses vindos do Céu.
 
 
Artefatos Maias:
 

  








Artefatos Maia